Assim não vamos lá.

A violência não é solução. Nem tão pouco o vandalismo. Podemos discordar em pleno com o pensamento de alguém. Podemos, até, querer combatê-lo e, no limite, eliminá-lo, entenda-se  que ao pensamento, à ideia, ao fundamento ideológico, acaso exista. É legítima a luta. Seria legítima, não fosse o recurso ao anonimato, à violência e ao vandalismo. Não fosse atentar-se contra o património de quem não pensa o mesmo que nós, amedrontando, intimidando e, pior, sem dar a cara. Acobardando-se. Não vale tudo. Se não vale para uns, também não vale para os outros e o resultado, na grande parte das vezes, … Continuar a ler Assim não vamos lá.

Confronto de populismos.

Confrontado com as suas contradições e generalizações vãs e forçadas, o populista sucumbe. E não são necessários discursos muito elaborados ou de erudição política. Antes pelo contrário, é na simplicidade das frases que ele se desmancha. O populista não tem medo de dizer o que quer e bem entende. Ele sabe que a preocupação dos políticos de carreira é não perder votos e que, para eles, a melhor forma de o fazer é serem politicamente corretos por forma a não desiludirem este ou aquele eleitor, esta ou aquela fação da sociedade ou do partido do qual dependem. Agradar a tudo … Continuar a ler Confronto de populismos.