nem sim… nem não…

porto da praia

O Porto Oceânico da Praia da Vitória, construído nos finais dos anos 80 do século passado no extremo sul da baía da cidade que lhe dá nome, é um exemplo de uma infraestrutura de grande dimensão que teima em não ver aproveitadas todas as suas potencialidades.

Com uma reconhecida localização geoestratégica em termos regionais e internacionais e com grande capacidade de crescimento em terra, o Porto da Praia poderia ser, no presente, aquilo que não é, mas com capacidade, no futuro, para ser o que a nossa ambição tenha a ousadia de sonhar. Tem faltado coragem.

Vivemos momentos de grande apreensão e incerteza. Um período da história da nossa ilha em que medidas de exceção são urgentes e necessárias. Medidas que não visem exclusivamente a solução de problemas de natureza conjuntural e do imediato, mas medidas de natureza estrutural que tenham a capacidade de alavancar a nossa economia para o futuro a médio e longo prazo com capacidade de criarem emprego sustentável, atrair investimento, aumentar as exportações e promover e dinamizar a economia local e regional.

Algumas entidades terceirenses têm-se debruçado sobre o tema e tornadas públicas as suas preocupações e soluções encontradas. Entre elas, destaco a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo, o Município da Praia da Vitória e o Conselho de Ilha da Terceira. Sugeriram alternativas e apresentaram soluções. Apostam na criação de medidas de forte impacto estrutural e de efeitos duradouros na economia. Ousam pensar “out of the box” e estão disponíveis para correr riscos.

De todas as soluções apontadas por estas entidades existe uma que lhes é comum: a dinamização comercial da infraestrutura portuária localizada na Praia da Vitória como uma das principais saídas da crise económica que a ilha atravessa. Todos sabemos que para a tornar rentável, competitiva e atrativa serão necessários investimentos avultados difíceis de se concretizarem sem ajuda externa. Contudo, existem soluções. Essas entidades também são unânimes neste ponto: a concessão da exploração do porto a privados.

Esta solução permitiria, entre outras coisas, a sua dinamização, a captação de investimento externo potenciando o aumento das exportações ou a criação de emprego para além de permitir, ainda, ganhos de eficiência, maior competitividade, melhores preços, maior dinâmica de tráfego no Atlântico ou uma maior promoção do porto nos mercados internacionais.

Para tal, será necessário sermos ousados e corajosos. Será necessário libertarmo-nos de amarras e preconceitos e pensarmos, não para os próximos dias nem para as próximas eleições, mas para as próximas décadas e para as gerações que virão. Será necessário que não percamos mais esta oportunidade e todas as oportunidades que dela decorrem. É urgente que se proceda à realização de um concurso internacional para a sua exploração.

É urgente fazer desta causa, uma causa supra-partidária onde o “Nim” e a “Abstenção” estão proibidos. Uma causa que deve ser apoiada independentemente de quem a propõe ou de quem, na sombra, a boicote.

P.S. gostaria de registar a minha perplexidade face à reação negativa do candidato do PS à Câmara da Praia relativamente ao meu artigo de opinião, publicado na semana passada, uma vez que nesse artigo se elogiava o projeto Praia Links, a forma como está a ser promovido nos EUA, assim como a evolução, no meu entender positiva, no relacionamento com a Diáspora, dando um passo em frente, sem que em algum ponto se criticasse o trabalho efetuado anteriormente.

Este artigo foi publicado na edição de hoje no Diário Insular. A fotografia é de MM Bettencourt.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Foto do Google

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Foto do Facebook

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Conectando a %s