dos melhores de sempre

cortejo de abertura

Dizer que foi o melhor cortejo de sempre é correr o risco de ser atraiçoado pela memória e não nos lembrarmos de algumas aberturas que, pela distância temporal ou simplesmente porque naquela noite não estávamos preparados para aquele espetáculo, foram caindo no esquecimento. Recordo-me, por exemplo, do “Cinema” no ano do Armando Santos ou, num passado mais longínquo, num tempo em que eu não fazia ideia que havia uma comissão de festas, o cortejo d’”A Música” com o piano branco e a Vanda Aguiar.

O da noite de ontem, para quem, como eu, na rua de Jesus, assistiu à sua passagem certamente ficará na nossa memória elevando o nosso orgulho de praienses que, como bem poucos, sabem como estas coisas se fazem. Claro está, é visível e evidente, que nada fiz para que o cortejo tivesse saído à rua. Nem um prego martelado, nem um botão cosido, nem uma linha de texto escrita. O orgulho é de todos nós, mas o mérito é de todos quantos idealizaram o magnífico desfile e trabalharam para que a noite de ontem fosse, novamente, o orgulho da nossa Praia.

Para finalizar, o óbvio, parabéns Ana Eduarda Rosa. Estava magnífico. Um dos melhores de sempre.

 

A foto veio daqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Foto do Google

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Foto do Facebook

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Conectando a %s