comer e chorar por mais

Como tudo isto começou é uma história conhecida. Como tudo isto evoluiu todos fomos acompanhando. A Feira de Gastronomia do Atlântico tem-se afirmado, ao longo dos anos, como o centro nevrálgico das Festas da Praia. Cada vez menos, é um facto. Ainda assim, continua a ser um dos principais atrativos destas festas, que na primeira semana de agosto, anima a ilha Terceira e os Açores. Apesar dos preços elevados e da concorrência crescente do arraial do Clube Naval, merece sempre uma visita. Não posso, contudo, deixar de registar o declínio da zona de pasteleira e doçaria que tem vindo, ano após ano, a privilegiar o industrial em detrimento do artesanal e da qualidade. A Dona Cremilde do Algarve ou as Maltezinhas do Alentejo deixaram saudades. Valha-nos o Forno que teima em resistir ao fácil.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s