surpresas

6839403

Tenho que dar os parabéns à Comissão Política Concelhia do PSD Praia pela conquista ao PS das Juntas de Freguesia da Agualva, dos Biscoitos e das Fontinhas. Como já aqui havia escrito, esperava que o PSD conquistasse a Agualva e Santa Cruz e se aproximasse da vitória nas Fontinhas e no Cabo da Praia. Ganhou folgadamente a Agualva, acabou por ganhar as Fontinhas e, em relação ao Cabo da Praia, o PS, embora ganhando a Junta, não arrecadou a maioria dos votos.

Previsível, ainda, era a subida extraordinária de César Toste na Vila das Lajes que contrariou a tese daqueles que defendiam que o facto de ser Deputado Regional iria impedir a dedicação à freguesia que já nos havia habituado. Estavam completamente enganados. E o resultado eleitoral é prova disso.

No entanto, longe estava das minhas previsões a vitória nos Biscoitos. Dizem-me agora que já se esperava. Ainda bem! E ainda bem que eu estava completamente enganado. O mesmo não posso dizer sobre Santa Cruz.

Os Biscoitos tornaram-se, aliás, na única freguesia em que o PS não ganhou para a Assembleia Municipal cuja lista era encabeçada por Paulo Messias. Aqui, as expectativas do PSD eram altas, tendo em conta que o candidato apresentado é uma figura conhecida e de primeira linha do partido. Ainda assim, registo de forma positiva o reforço da representação do PSD na Assembleia Municipal que, em lugares eleitos, ganha dois mandatos, os mesmos que o PS perde. É de salientar que, neste órgão autárquico, as Juntas de Freguesia têm assento e, desta forma, o PS passará a ser representado por 19 elementos, o PSD por 12 e o CDS-PP por 1. Uma Assembleia Municipal, sem dúvida, mais equilibrada.

Se não constituiu qualquer surpresa o facto de o Partido Socialista ter conquistado a Câmara da Praia, o mesmo não se pode dizer dos resultados obtidos pela candidatura do PSD. Tendo em conta o início tardio da campanha e o facto da candidata não ser uma figura conhecida no concelho, as expectativas eram baixas e, embora não tenha havido aumento no número de mandatos, houve uma surpreendente recuperação de 761 votos no PSD, o que contrasta, aliás, com o desastre eleitoral que foi a votação em Angra, onde o partido apostou tudo e todos os seu mais altos quadros, incluindo os presidentes da Comissão Política de Ilha, da Assembleia de Ilha e da Concelhia de Angra, assim como os vice-presidentes regionais.

De regresso à Praia, não posso registar o facto de o Partido Socialista ter sido a única força política a perder votos. Contudo, Tibério Dinis só obteve menos 200 votos do que os obtidos por Roberto Monteiro há quatro anos. Esperava-se uma diferença substancialmente maior, até porque todos sabemos da forte contestação interna relativamente à escolha do candidato do PS. Além disso, Tibério Dinis ganha em todas as freguesias. Sai, por isso, reforçado. Saiba agora aproveitar esse capital conquistado.

As eleições chegaram ao fim. Agora é tempo de trabalhar e de procurar resolver os problemas das nossas localidades que, em muitos casos, se arrastam há anos. É tempo de deixar para trás os brindes e os carros de som, mas não de deitar fora os manifestos e a vontade de servir as populações que, com o seu voto, depositaram a confiança nos eleitos.

Mais importante do que os interesses partidários e do apego aos cargos que ocupam ou venham a ocupar é a necessidade de defesa intransigente das vontades e anseios da nossa terra. Sem isso, de nada serve haver eleições e termos partidos. Sem isso, não há verdadeira democracia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s