As crianças das Lajes tiveram que faltar às aulas

Abri a janela e o cheiro a frango no churrasco invadiu a minha casa. Por esta hora, o Paulo da Sociedade Nova já deve andar à volta do grelhador. Hoje o dia vai ser grande.

Ao longe, no arraial, a música já tocava alto, ao mesmo tempo em que nos altifalantes a inconfundível voz do José Eduardo anunciava o grande evento do dia, o tradicional Bodo de Leite nesta Terça-feira das Lajes cheia de Sol e, este ano, para não variar, cheia de gente.

No andar de cima, um duche rápido, barba feita, o fato escuro com colete, a camisa branca, o chapéu, o casaco e a gravata sem cor. No andar de baixo, os calções escuros abaixo do joelho, a camisa branca, as meias pretas, o casaco do primo e os sapatos pretos que só sairão à rua neste dia. O vestido branco do Espírito Santo emprestado da prima, as luvas de renda, os sapatos brancos e o laço na cabeça. No andar de cima, o vestido da mãe, a estola preta, o chapéu da tia, as pérolas e os sapatos que fazem doer os pés.

A hora aproxima-se, o cortejo espera por nós. Os lajenses e os visitantes esperam pelo cortejo.

Os carros-de-bois cantam. A azáfama em torno dos carros alegóricos sobe. O César não tem mãos a medir.

Chegam dezenas de figurantes vestidos com as suas melhores roupas de domingo e o tempo recua nas Lajes. Somos transportados para a casa dos nossos avós e das nossas tias que já partiram. Muito do que aqui vai desfilar pertenceu-lhes.

Os nossos trajes já vestiram outros corpos. Hoje são memória. Assistiram a casamentos, participaram em procissões e coroações. Foram a mordomias, celebraram nascimentos e batizados. Choraram os mortos e despedidas.

Têm vida. Têm passado. Têm histórias para contar.

O Coração do Ramo Grande celebra hoje o ciclo do Espírito Santo, as suas, as nossas maiores festas.

À frente seguem as vacas vermelhas seguidas das crianças do leite e das brindeiras que hoje faltaram à escola para aqui poderem estar. Para poderem participar das tradições da sua terra. Para poderem partilhar com o mundo a sua vontade de querer dar continuidade a uma cultura que é nossa, que é só nossa e que, felizmente, se encontra bem enraizada junto dos mais novos.

É verdade. As crianças das Lajes hoje faltaram propositadamente às aulas com o consentimento dos seus pais.

É verdade. Os pais das Lajes hoje deram prioridade à cultura e às suas raízes em detrimento da escola.

É verdade. Os professores destas crianças adaptaram as suas aulas para que elas pudessem faltar sem que fossem prejudicadas.

É verdade. Só o Governo dos Açores e o Secretário Regional da Educação, que é natural das Lajes, não perceberam.

A Vila encheu-se de gente vinda de todos os cantos da ilha Terceira e de muitos filhos da terra que agora, mais do que nunca, regressam às Lajes para participarem na procissão e assistirem às suas festas.

Não faltaram os bezerros enfeitados. Não faltaram as visitas ao Senhor Espírito Santo nem a recitação do Terço oferecida pela Filomena. Não faltaram as mestras a amassarem o pão. Não faltou a montagem do altar minuciosamente feita pelo senhor Carlos da Casa do Povo. Não faltaram as Coroas, as bandeiras, as insígnias e a briança em todo o seu esplendor. Não faltou o peditório para o Bodo, a Vara e homem do rol. Não faltou a Mordomia, os mordomos e a ida ao vinho. Não faltaram as sopas, o pão e a massa sovada. Não faltou o carro de Bodo e a carne assada. Não faltou nada.

Mostrou-se hoje o Ciclo do Espírito Santo nas Lajes tal como o faziam os nossos antepassados.

Felizmente, e bastaria que em vez de trajarmos vestes antigas, estivéssemos vestidos com as nossas roupas do século XXI, aquela que foi uma viagem ao passado, era uma celebração do presente.

É verdade. Nas Lajes as tradições ainda estão bem vivas.

É verdade. Nas Lajes ainda fazemos as coisas como antigamente.

É verdade. As nossas crianças tiveram que faltar às aulas.

A fotografia foi retirada da página do ClickErnesto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s