Quando o umbigo tolda a vista.

Isto não é um apelo ao voto contra o que quer que seja. Infelizmente, a alternativa conhecida a este sistema é bem pior que aquilo que existe, por muitos defeitos que tenha. Este também não é um apelo ao voto contra o PS, porque está no poder, ou a favor do PSD, do CDS, do IL ou de outro qualquer, só porque são oposição ou porque quando não é branco terá de ser preto. É, isso sim, um apelo ao voto na nossa terra. Um pedido para que, antes de olharem as siglas, olhem os nomes das pessoas e os projetos e votem naqueles que têm maior e melhor capacidade para que a nossa terra cresça e seja melhor.

Ainda falta muito tempo e, agora, a preocupação maior é garantir que desfruta o verão da melhor forma possível, mesmo com as desconfianças pandémicas. Contudo, mais importante do que dizer depois que estamos do lado dos vencedores como quem assiste a um jogo de futebol, é dizer que quem venceu é quem nos defende e nós estamos com eles, seja um partido amarelo, azul, cor-de-rosa, verde ou arco-íris. Alguém de nos represente verdadeiramente e enfrente o partido e o chefe quando assim tiver que ser, mesmo que em causa fique a sua carreira política.

Para isso, é importante que as forças que se candidatam às próximas eleições tenham projetos que nos defendam e protagonistas com capacidade para o fazer sem que sejam meros bonecos à mercê das vontades do dono. Pessoas capazes, com experiência demonstrada, capazes de bater o pé, sem medo e representativas de uma sociedade que não se esgota nos diretórios partidários. Gente que encare a política como uma missão e não como um modo de vida ou elevador social.

O concelho da Praia precisa urgentemente quem fale em seu nome e o defenda. Quem o conheça. Existe quem o faça e em mais do que um quadrante, mesmo não sendo as figuras do sistema de estrelato partidário. Seria injusto para eles se dissesse o contrário. Contudo, esses, normalmente, ficam de fora, até porque não se estão para se chatear ou, em termos profissionais, só lhes complicaria a vida, são desalinhados, e não buscam protagonismo. Ainda existem bons políticos, mesmo no ativo. Contam-se pelos dedos, mas ainda existem.

Faltam alguns meses para as eleições regionais e, se não me escapou a notícia, só se conhecem os candidatos do Partido Socialista. É compreensível. É sempre muito mais simples para o partido que está no poder fazê-lo. Dos outros, vão correndo boatos e, confesso, estou assustado com o que se ouve, tal é a forma como estão de costas voltadas para o mundo, não representando nem sociedade, nem mesmo as suas franjas. Pela primeira vez, em muito tempo, sinto-me completamente à toa sem saber o que fazer ao meu voto. Muita água ainda vai correr. Terei tempo para ponderar. Tenham juízo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s