Assim não vamos lá.

A violência não é solução. Nem tão pouco o vandalismo. Podemos discordar em pleno com o pensamento de alguém. Podemos, até, querer combatê-lo e, no limite, eliminá-lo, entenda-se  que ao pensamento, à ideia, ao fundamento ideológico, acaso exista. É legítima a luta. Seria legítima, não fosse o recurso ao anonimato, à violência e ao vandalismo. Não fosse atentar-se contra o património de quem não pensa o mesmo que nós, amedrontando, intimidando e, pior, sem dar a cara. Acobardando-se.

Não vale tudo. Se não vale para uns, também não vale para os outros e o resultado, na grande parte das vezes, toma um caminho bem diferente do esperado. Vitimiza. O açoriano adora uma vítima. Pela-se por uma lágrima. Comove-se com um choradinho.

A ação de vandalismo contra o património do deputado Carlos Furtado não tem justificação. Como já tenho dito, não alinho com a forma de pensar e de estar do partido que representa. No entanto, isso não faz com que lhe queira algo de mal, ao homem. Antes pelo contrário. Quero que o senhor se sinta livre para que possa expor, sem medo de retaliação e sem reservas, as suas ideias e, dessa forma, as possamos discutir, desmontar e rebater, mesmo que de forma calorosa e tantas vezes parecendo um diálogo de surdos. É assim que funciona a democracia. É isto viver em liberdade. Livre no pensamento. Livre na opinião.

O recurso a processos de silenciamento por qualquer meio, em particular pela via do medo, não é bem-vindo às terras do açor. Se quem o faz se julga mais democrático do que o partido político a combater, está redondamente enganado. Serão farinha do mesmo saco e, no caso em concreto, com vantagem para a vítima que, dando a cara, pode aproveitar-se politicamente do episódio. Pelo contrário, o agressor, seja lá ele quem for, nem pode justificar-se, mesmo que de forma esfarrapada, deixando em aberto, à criatividade de qualquer um, os motivos e a identidade. Pagará o justo pelo pecador.

Não é com gasolina que se apaga uma fogueira. Debatam-se ideias. Desmontem-se argumentos. Apresentem-se soluções. Ocupe-se o espaço de ninguém. Encontrem as respostas que as pessoas precisam.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s