sangue de dragão

dragoeiro

Sangue de Dragão. É assim chamada a seiva do Dragoeiro, um fóssil vivo, natural da Macaronésia, que pode ser visto um pouco por todas as ilhas e concelhos dos Açores, não sendo a Praia da Vitória exceção. O apresentado na fotografia cresce bem no coração da nossa cidade, na rua Aniceto d’Ornelas a escassos metros da nossa praça principal. Não é dos maiores, mas a sua imponência e beleza exótica, merecem uma fotografia.

três arquipélagos

Seriam três arquipélagos. Quase a Macaronésia. O Arquipélago do Joel Neto, o Arquipélago das Artes Contemporâneas da Ribeira Grande e o meu, um minúsculo arKipélago virtual que, enquanto durou, e no seu período áureo de quatro ou cinco anos, cumpriu a sua missão. Arquipélagos a mais. A minha realidade arquipelágica alterou-se profundamente e, hoje, o meu arKipélago deixou de fazer sentido. Principalmente agora que a minha atividade partidária está reduzida ao essencial. Decidi destruí-lo.